Infecção generalizada é principal causa de morte em UTIs no país

Sepse pode começar em um único órgão e comprometer o funcionamento do organismo

estadao.com.br,

04 de dezembro de 2011 | 10h19

Mais conhecida como infecção generalizada, a sepse é um conjunto de manifestações graves produzidas por uma infecção que pode começar em um único órgão.

 

O organismo responde com uma inflamação e as toxinas liberadas pelo sistema imunológico para tentar combater o agente infeccioso comprometem o funcionamento de órgãos vitais.

 

A forma mais grave da sepse é o choque séptico, que pode levar a problemas circulatórios, queda na pressão arterial, dificuldade de respiração, entre outros. Por isso, muitos pacientes não resistem e morrem.

 

No Brasil, a doença é a principal causa de morte nas UTIs. Segundo dados do Ilas (Instituto latino-americano de Sepse), quase 60% dos brasileiros que adquirem sepse acabam morrendo - índice muito superior à média mundial de 30%.

 

O diagnóstico precoce é crucial para a recuperação. Cada hora de atraso no início do antibiótico reduz as chances de sobrevivência em 8%. Se a demora ultrapassar seis horas, o risco de morrer se multiplica por dez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.