Infecções na gengiva podem gerar problemas cardíacos

Em uma boca suja pode haver até 700 diferentes bactérias que, no sangue, podem causar problemas

EFE,

11 de setembro de 2008 | 17h59

As bactérias que causam infecções nas gengivas são fatores de risco para doenças cardíacas, pois interagem com as plaquetas da corrente sanguínea e podem contribuir para a formação de coágulos.   Esta afirmação é de cientistas da Universidade de Bristol (Reino Unido) liderados por Howard Jenkinson, que apresentam as conclusões de seu estudo hoje na sociedade de Microbiologia Geral, no Trinity College, em Dublin, e que foi publicada pelo jornal britânico Daily Mail.      Até agora se sabia que a falta de saúde bucal aumentava as probabilidades de ataque do coração ou de uma apoplexia, mas não se podia explicar a razão desta relação.      Em uma boca suja pode haver até 700 diferentes bactérias que, se entrarem na corrente sanguínea, podem provocar problemas cardíacos, independentemente de o indivíduo estar saudável, em boa forma física e no peso ideal.      Os cientistas descobriram que o principal do processo envolve bactérias procedentes da cavidade bucal e que chegam ao sangue provocando um agrupamento das plaquetas, que serve às vezes como escudo diante do sistema imunológico e de antibióticos.      Os cientistas consideram que as bactérias procedentes das gengivas infectadas aceleram o bloqueio das artérias. A hipótese é que, ao entrarem na corrente sanguínea, estas bactérias inflamem e estreitem as paredes arteriais, embora outra possibilidade seja a de os organismos se juntem aos depósitos gordurosos presentes nas artérias, o que facilitaria a formação de coágulos.

Tudo o que sabemos sobre:
coraçãobactériasbocaartérias

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.