Internet: oportunistas exploram gripe suína espalhando spams

E-mails tentam vender remédios falsificados para a gripe e roubam informações de cartão de crédito

Reuters e Efe,

27 Abril 2009 | 18h41

Explorando preocupações sobre o surto de gripe suína, internautas inundaram a rede com milhares de spams sobre a doença. Os e-mails tentam vender remédios falsificados para a gripe e roubam informações de cartão de crédito, disse uma empresa de segurança.

 

Veja também:

linkBrasil não precisa se preocupar com gripe suína, diz Lula

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde

linkPaíses recomendam adiemento de viagem a áreas afetadas

linkMéxico suspende aulas em todo o país; mortes são 149

linkGripe suína registrada em cinco Estados dos Estados Unidos

linkEstado de emergência é 'precaução', diz Obama

especialEntenda a doença e saiba como ela é transmitida

especialVeja como é a ação do vírus H1N1

 

Muitos dos e-mails levam os destinatários a sites para farmácias falsas, de acordo com a McAfee Inc, a segunda maior empresa de softwares de segurança do mundo. Eles oferecem tratamentos para o vírus.

 

"Você não vai receber o que comprar", disse o diretor de pesquisa da empresa, Dave Marcus.

 

Em alguns casos, os sites simplesmente usam a farsa para roubar dados de cartão de crédito ou entregar medicamentos falsificados, disse.

 

McAfee estimou que o spam da gripe suína, que começou durante o fim de semana, tenha tomado conta de até 3 a 4% de todos os spams nesta segunda-feira, 27.

 

Durante o fim de semana, foram registrados 146 domínios na rede que contêm os termos "swine" e "flu" (porco e gripe, em inglês), segundo o site F-Secure, um sintoma de que a doença será utilizada na internet para diferentes fins, principalmente econômicos.

 

"Um título de efeito global como 'Pandemia de gripe suína' capta a atenção das pessoas, que querem toda a informação que possam conseguir. Os 'atacantes' sabem disso e o usam para atrair suas vítimas", explicou Tony Bradley, analista do Windows Security.

 

Estes delinquentes da internet poderiam tentar explorar a preocupação e os temores dos internautas para conseguir informação pessoal ou o envio de dinheiro através de falsas propostas.

 

Por enquanto um blog da empresa antivírus Mcafee, Mcafee Avert Labs, informou que os e-mails não desejados com o assunto "swine flu" já circulam pela internet, em alguns casos com títulos que incluem o nome de alguém famoso.

 

"Salma Hayek tem a gripe suína", é um dos exemplos de um desses correios spam, que também utilizam Madonna para atrair atenção.

 

Foram encontradas também mensagens fraudulentas com o enunciado "Primeira vítima americana da gripe suína", "estatísticas da gripe suína nos EUA", "gripe suína no mundo todo" ou "gripe suína em Hollywood".

 

"Vamos ver isso", disse hoje Dave Marcus, diretor de Investigação de Segurança e Comunicação da Mcafee Avert Labs ao portal especializado em informática SCMagazineUS.com.

 

Marcus assegurou que por enquanto a maior parte desses e-mails contém ligações com portais da internet sobre produtos farmacêuticos, mas alertou que em meados desta semana poderiam se multiplicar os casos de fraudes relacionadas com a gripe.

 

"Não me surpreenderia ver um vídeo que diga que Salma Hayek está vomitando por culpa da gripe suína e que isso carregasse, de forma oculta, um vírus", explicou.

 

Marcus recomendou às empresas que ajustassem seu software de defesa contra spam e suas ferramentas de busca na internet para estar prevenidos perante a gripe suína virtual, e pediu aos usuários da rede que tenham cuidado com mensagens suspeitas.

Mais conteúdo sobre:
GRIPE SUÍNA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.