PREFEITURA DE QUELUZ/REPRODUÇÃO
PREFEITURA DE QUELUZ/REPRODUÇÃO

Intoxicação alimentar fecha escolas no interior de SP

Em Queluz, mais de 100 alunos passaram mal após consumir a merenda servida no intervalo das aulas

Rene Moreira, ESPECIAL PARA O ESTADO

30 Março 2016 | 17h38

As aulas na rede municipal de Queluz (SP) foram suspensas nesta quarta-feira, 30, após mais de cem crianças passarem mal na tarde anterior depois de comerem a merenda escolar. O caso é investigado pela Polícia Civil. O alimento foi fornecido pela Cozinha Piloto, que atende as unidades de ensino do município.

Na manhã desta quarta, pais ainda levavam crianças que consumiram a comida na terça-feira a unidades de atendimento médico. Amostras dos alimentos foram encaminhadas para análises que serão realizadas pelo Instituto Adolf Lutz - a previsão é de conclusão em abril.

De acordo com a prefeitura, crianças de cinco escolas tiveram sintomas de intoxicação após comerem a merenda. No total, foram atendidas 105 crianças e três adultos com sintomas como vômito, náusea e diarreia. 

Socorro. Um plantão especial teve de ser montado na Santa Casa local, até a madrugada desta quarta, para atender os doentes. Além do exame na comida, a polícia ouvirá pais de alunos e funcionários da cozinha para tentar descobrir o que aconteceu.

A prefeitura divulgou nota para informar que "todos os pacientes foram medicados e acompanhados, apresentando melhora que possibilitou retorno para casa". Diz ainda que "nenhuma criança ficou sem atendimento ou sem medicação".

Mais conteúdo sobre:
Queluz Polícia Civil Socorro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.