Investir em saúde é lucrar no longo prazo
Conteúdo Patrocinado

Investir em saúde é lucrar no longo prazo

05 de agosto é celebrado o Dia Nacional da Saúde

Caderno Saúde, Media Lab Esatdão
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

05 de agosto de 2020 | 11h03

Dor, indisposição ou nervoso. Vários dos problemas relacionados à saúde enfrentados pelas pessoas no dia a dia podem estar muito mais atrelados a prevenção do que realmente a uma doença mais grave. Mexer os músculos diariamente, mesmo em tempos de pandemia, ou ter uma alimentação saudável, em que os alimentos contribuem para o bem-estar do corpo e da mente em vez de fazer exatamente o contrário, é caminho até fácil de ser seguido, com uma orientação correta de profissionais de saúde de vários segmentos.

Até mesmo falar ao telefone, como mostra o médico Victor Matsudo em entrevista para esta publicação especial sobre o Dia da Saúde, pode ser uma boa desculpa para se exercitar. Desculpas muito usadas por todos, como falta de tempo, caem por terra rapidamente segundo o médico, quando se tem foco em melhorar a qualidade de vida. E ele tenta fazer isso, por meio do Programa Agita São Paulo, há décadas. Em termos sociais, para que a saúde da população melhore, é importante que tudo seja visto de forma integrada. Até segurança pública tem a ver com saúde coletiva.

Não é apenas o corpo que precisa estar em equilíbrio, a mente, ainda mais quando a quarentena continua sendo o meio mais eficiente de não se contaminar pelo novo coronavírus, também precisa ser muito bem cuidada. Para isso, existem várias dicas no mundo eletrônico que podem ser usadas com sucesso todos os dias. Fazer a curadoria de boas fontes de informação é um primeiro passo para que a saúde mental de todos seja bem cuidada. Além de lembrar a todos que prevenir é a melhor forma de se investir em uma saúde equilibrada no longo prazo, algo que trará benefícios tanto coletivos quanto individuais, o Dia Nacional da Saúde, celebrado neste 5 de agosto, também é uma homenagem ao cientista Oswaldo Cruz, que há mais de 100 anos já combatia as fake news contra a importância da vacinação em massa das populações.

Tudo o que sabemos sobre:
saúde públicaMédicos pelo Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.