Ipem reprova 11 de 89 lotes de produtos odontológicos fiscalizados em SP

Testes em antissépticos, fios dentais, anti-inflamatórios e água oxigenada ocorreram em 8 cidades

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

14 Setembro 2010 | 19h16

SÃO PAULO - O Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) do Estado de São Paulo reprovou, durante a Operação Sorriso, realizada na última segunda-feira, 11 lotes de produtos odontológicos e de higiene bucal.

Dos 89 lotes dos produtos fiscalizados na operação, 11 (12,36%) foram autuados por apresentar erros na quantidade em relação ao que indicava a embalagem.

Os exames em itens como antisséptico bucal, fio dental, anti-inflamatórios líquidos e água oxigenada, entre outros, foram realizados simultaneamente nos laboratórios do Ipem em São Paulo, Bauru, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São Carlos, São José dos Campos e São José do Rio Preto.

Quando há irregularidades, o fabricante é autuado e tem dez dias para apresentar defesa à Procuradoria Jurídica do Ipem-SP. O órgão define a multa, que varia de R$ 100 a R$ 50 mil, dobrando na reincidência. Se o comerciante não apresentar nota fiscal do produto, ele assume a responsabilidade sobre possíveis erros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.