Irã diz que em breve lançará cápsula com macaco ao espaço

País quer enviar homem ao espaço por volta de 2020; programa espacial é visto com suspeita por grandes potências

Efe

20 Junho 2011 | 07h58

Teerã - O Irã anunciou neste fim de semana que planeja enviar três novos foguetes ao espaço nos próximos meses, incluindo um no qual poderia viajar um símio, para avançar em seu propósito de enviar um homem ao espaço por volta de 2020.

O anúncio, feito pelo chefe do programa espacial iraniano, Hamid Fazeli, ocorre dias depois do país pôr em órbita seu segundo satélite "de fabricação nacional", batizado "Rashad".

"Após o bem-sucedido lançamento do Rashad, o próximo objetivo é enviar ao espaço o Kavoshgar 5, que levará a bordo animais, explicou em declarações à agência Irna, nas quais precisou que "este ser vivo é um tipo de macaco especial, pequeno, um Rhesus, que tem boa resistência".

O novo satélite, cujo peso será de cerca de 285 quilogramas, será lançado entre 22 de julho e 22 de agosto.

Na última quarta-feira, o Irã deu um passo adiante com o lançamento do satélite "Rashad", que orbitará em torno da terra durante 40 dias.

O programa espacial iraniano é visto com suspeita pelas grandes potências, já que algumas das aplicações para o lançamento de satélites servem também para melhorar o sistema dos mísseis balísticos.

Mais conteúdo sobre:
espaço programa espacial

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.