Iraque diz já ter controlado surto de gripe aviária no país

As autoridades sanitárias iraquianas anunciaram hoje que já têm controlado o surto do vírus da gripe aviária que matou uma menina na província curda de Sulaymaniya, no norte do país, em janeiro."Não foram diagnosticados novos contágios no resto do país, e por isso a doença segue restrita à aldeia de Sirkikan, em Sulaymaniya, cerca de 330 quilômetros ao nordeste de Bagdá, na fronteira com a Turquia e o Irã", ressaltou a doutora Ibtisam Azis, porta-voz da comissão governamental encarregada da gripe aviária.A responsável iraquiana anunciou também que uma das primas da menina morta pelo vírus morreu na mesma cidade, mas os resultados das análises não confirmaram, por enquanto, que se tratava de um caso de gripe aviária."Assim que confirmarmos que é outro caso do H5N1, variante mais perigosa do vírus da gripe aviária, anunciaremos", destacou Aziz.Finalmente, ela lembrou que seu país aplicou um plano extraordinário para evitar a propagação do vírus entre os seres humanos, e que a iniciativa inclui reformas nos hospitais e a formação de equipes de pesquisa de epidemias em todas as províncias.Ela também disse que o Iraque segue atuando em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e outras organizações internacionais, a fim de bloquear o vírus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.