Itália confirma primeiro caso de mutação do vírus da gripe A

Ministério da Saúde italiano diz que variação 'não influencia na eficácia da vacina ou dos medicamentos'

Efe,

30 de novembro de 2009 | 11h20

O Ministério da Saúde italiano comunicou nesta segunda-feira, 30, o caso de um doente com a mesma mutação do vírus da gripe A que foi detectada na Noruega há poucos dias. Uma nota do ministério informou que até agora este tipo de mutação foi detectada somente em um paciente, que sofria de uma grave forma de pneumonia.

 

Veja também:

linkGripe A matou mais de mil em uma semana, diz OMS 

linkOMS diz não poder avaliar impacto de mutações do vírus H1N1

linkOMS investiga casos de gripe A resistentes a medicamentos

linkEuropa investiga mutação do vírus da gripe A

 

Após o anúncio da nova variante do vírus na Noruega, o Instituto Superior da Saúde italiano analisou cerca de 100 casos de pacientes diagnosticado com a gripe nos últimos meses e comprovou que só havia um doente com a mutação.

 

O ministério assegurou que "os dados italianos confirmam que a mutação do vírus não parece predominar nos casos graves ou letais, assim como que tem caráter esporádico e não parece estar em fase de difusão".

 

A nota explicou, além disso, que a mutação, "não influencia na eficácia da vacina ou dos medicamentos antivirais".

 

Até o momento, segundo o ministério, 93 pessoas morreram na Itália por consequências relacionadas à gripe e 494.915 cidadãos foram vacinados.

Tudo o que sabemos sobre:
Italiamutaçaogripe A

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.