Japonês e americano calculam 5 trilhões de dígitos de pi

Foi quebrado o recorde anterior, de pouco mais de 2 trilhões de dígitos

estadao.com.br,

05 de agosto de 2010 | 17h25

Tela do computador de Kondo, com o resultado final da computação. Reprodução

 

Usando um computador desktop construído com peças avulsas, o japonês Shigeru Kondo calculou o valor da constante matemática pi com precisão de 5 trilhões de dígitos. Com isso, foi quebrado o recorde anterior, de pouco mais de 2 trilhões de dígitos, estabelecido pelo francês Fabrice Bellard em 2009. O dígito número 5 trilhões é "2".

 

O computador de Kondo fez o cálculo rodando um software criado pelo americano Alexander J. Yee. Segundo anúncio publicado na internet pela dupla, o tempo envolvido no cálculo - 90 dias - também foi recorde.

 

Pi, a razão entre o comprimento e o diâmetro de um círculo, é uma constante matemática que aparece nos mais diversos contextos, da geometria à estatística, em diversos ramos das ciências e na engenharia.

No entanto, aplicações práticas dificilmente requerem precisão muito maior do que uma dezena de dígitos.

 

Vários autores já notaram que 39 dígitos bastam para calcular a circunferência do Universo conhecido com margem de erro menor que o raio de um átomo de hidrogênio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.