Mike Blake/Reuters
Mike Blake/Reuters

Jogador da NBA leiloará anel para financiar programas de saúde mental em escolas

Para Ron Artest, atendimento psicológico e psiquiátrico é importante, mas custo impede acesso

Efe

21 Setembro 2010 | 16h49

O jogador de basquete Ron Artest, do Los Angeles Lakers, afirmou que vai leiloar o anel de campeão da NBA, conquistado na última temporada, e doará o dinheiro para programas de saúde mental em escolas dos Estados Unidos.

Em entrevista após o Lakers vencer a liga contra o Boston Celtics, o ala americano agradeceu a seu psiquiatra pela ajuda antes dos momentos decisivos.

O polêmico titular do Lakers destacou que tinha se encontrado com o profissional por alguns meses, quando tinha 13 anos, mas interrompeu as consultas por não ter mais financiamento. "Quando eu era mais jovem, a saúde mental não era um tema muito comentado. As pessoas tinham medo de dizer que tinham consultas com um psicólogo", disse.

Na ocasião, Artest explicou o processo de ajuda dos profissionais de psicologia e psiquiatria durante a competição da fase final. "Até mesmo antes do campeonato, eu dizia às pessoas que tinha um psiquiatra. Quando ganhamos o campeonato, tudo ficou ainda maior", afirmou.

O jogador, que tenta deixar para trás sua imagem de indisciplinado, garante que pensa que "o mais importante é apoiar aquilo em que acredita, que é dar às crianças essas consultas, que são muito caras". "Eu pago pelos conselhos para ser melhor pai, melhor marido e para controlar minha ira, e isso é muito caro", avaliou.

"O dinheiro que conseguir será doado para as crianças de todos os níveis demográficos, ricas ou pobres. Essa será uma forma estupenda de ajudar crianças que não sabem aonde vão nem em que ponto de suas vidas se encontram", concluiu Artest.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.