Jovem morre durante lipoaspiração em Nova Iguaçu-RJ

Segundo a polícia, a clínica não tinha alvará para funcionamento e o ambiente era impróprio para cirurgia

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

13 de novembro de 2009 | 08h48

Uma jovem de 21 anos morreu na última quarta-feira enquanto realizava um procedimento cirúrgico na Clínica Korpus Estética, na região central de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, segundo informações da Polícia Civil. O estabelecimento, que funciona irregularmente, foi interditado nesta última quinta-feira por policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

De acordo com o delegado Ricardo Barboza, agentes de sua equipe foram até a clínica após receber uma denúncia de que a paciente Natália Anne Souza Nogueira havia sofrido uma parada cardíaca durante uma lipoaspiração. Os proprietários do estabelecimento não foram encontrados e estão sendo investigados. Informações apontam que os responsáveis não estão habilitados para realizar cirurgias estéticas.

Segundo a polícia, a clínica não tinha alvará para funcionamento, o ambiente era impróprio para cirurgia e, ainda, foram encontrados remédios com prazos de validade vencidos. A clínica também não tinha autorização para realizar os procedimentos que divulgava e praticava. A ação contou com apoio de agentes da Vigilância Sanitária de Nova Iguaçu.

O site oficial da clínica foi retirado da internet horas após a morte da paciente, porém os policiais civis conseguiram encontrar sites alternativos que divulgavam os procedimentos realizados na clínica, apontando que, mesmo não sendo habilitada, lá eram praticadas cirurgias ilegais.

Tudo o que sabemos sobre:
crimecirurgia estéticajovemmorteRJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.