Jovens com mais anos de estudo têm filho mais cedo

A maior parte das adolescentes que engravidaram no Estado de São Paulo no ano passado tinha de 8 a 11 anos de escolaridade e estava na série correspondente à sua idade. Os dados, que mostram que a gravidez precoce não está tão ligada ao acesso à informação como se pensava e sim a outros fatores do cotidiano dos jovens, fazem parte de uma pesquisa feita pela Secretaria Estadual da Saúde. "O que nos assustou foi que esperávamos que a maioria dos casos de gravidez não planejada acontecesse com as meninas que têm entre um e três anos de escolaridade e não entre as com maior nível educacional", afirmou Albertina Duarte Takiuti, coordenadora do Programa Saúde do Adolescente da secretaria. "Isso mostra que não é a falta de informação. Já tínhamos percebido que campanhas informativas sobre a necessidade do uso de anticoncepcionais eram importantes, mas não garantiam proteção. Mas agora vamos trabalhar mais em cima desses dados." Albertina conta que outra pesquisa realizada pela secretaria mostrou que os adolescentes conheciam 90% dos métodos contraceptivos disponíveis, inclusive a pílula do dia seguinte, comercializada desde 1999. "A questão é a negociação no relacionamento entre eles. A menina sofre com a 'doença do agradar', tem medo de contrariar o namorado, e o menino com a 'doença do campeão', com a ansiedade de não falhar. Nesse impasse, falta conversa e eles acabam não se prevenindo. Por isso trabalhamos com eles essa questão no atendimento, essa negociação." Pelo levantamento, foram 59,6 mil adolescentes grávidas com 8 a 11 anos de escolaridade em 2005, 33,6 mil com 4 a 7 anos e 3 mil com 1 a 3 anos. Já acima dos 12 anos de escolaridade, o número ficou em 5,6 mil. O estudo mostrou também que os índices de meninas que tiveram sua primeira gestação entre 10 e 19 anos caiu 29,8% no Estado em sete anos - uma tendência de queda iniciada em 1998, quando começou um programa de atendimento ao adolescente, que incluiu, além de informações sobre anticoncepcionais, um trabalho com a auto-estima e a construção de um projeto de vida.

Agencia Estado,

09 de agosto de 2006 | 10h06

Tudo o que sabemos sobre:
notícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.