Juiz nega remédio importado a doente

O juiz da 6.ª Vara Cível de Sorocaba, Ivan Albuquerque Doretto, negou pedido da família da adolescente Mariana Theodora, de 16 anos, para obrigar o sistema público de saúde a fornecer medicamento importado. Desde fevereiro de 2005, ela é portadora de porfiria hereditária, uma deficiência do fígado de efeito degenerativo nos músculos. Cada dose custa o equivalente a R$ 8,3 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.