Justiça determina que Unimed cubra cirurgia cardíaca

A Unimed, empresa de planos de saúde e cooperativa de médicos, entrou com pedido de liminar no Supremo Tribunal Federal (STF) contra uma decisão da Justiça mineira. Segundo a 8.ª Vara Cível da Comarca de Uberlândia, a empresa deveria ter coberto uma cirurgia cardíaca para um usuário cujo plano, quando assinado, não cobria essa operação. O contrato do usuário é de 1995 - anterior então à criação da lei de 1998 que estabelece a cobertura deste tipo de cirurgia. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Agencia Estado,

27 de março de 2007 | 10h55

Tudo o que sabemos sobre:
notícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.