Justiça do Rio determina remoção de paciente de 250 kg

Dona de casa conta que desde os 20 anos sofre com doença e que, atualmente, corre risco de amputação de membro inferior

Fabiana Marchezi, estadão.com.br

28 Setembro 2010 | 17h43

SÃO PAULO - A juíza Luciana Losada Albuquerque Lopes, da 13ª Vara da Fazenda Pública do Rio de Janeiro, determinou a mobilização das secretarias estadual e municipal de Saúde e do Corpo de Bombeiros para garantir a remoção e internação de uma dona de casa de 28 anos, no Hospital Geral de Ipanema, na zona sul da cidade. Moradora de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, a mulher sofre de obesidade mórbida e pesa 250 quilos.

De acordo com o Tribunal de Justiça, a magistrada já havia determinado a internação dela no dia 1º de setembro, mas a decisão não foi cumprida porque não havia meio de transporte para removê-la. Informada sobre a dificuldade apresentada pela família, a juíza determinou a intimação do Comandante Geral do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio para que o transporte fosse providenciado em 24 horas.

A ação, com pedido de antecipação de tutela para internação hospitalar, medicamento, tratamento e cirurgia, foi ajuizada em agosto deste ano. A dona de casa conta no processo que desde os 20 anos sofre com a doença e que, atualmente, corre o risco de amputação de membro inferior. Na decisão, a juíza escreveu que "a concessão da antecipação de tutela é medida necessária à garantia da eficaz preservação do direito à saúde e à vida da autora".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.