Lagostas apreendidas pelo Ibama são doadas para hospital

Direção do HC recebeu 154 quilos de lagosta, que foram apreendidas durante operação que flagrou pesca ilegal

16 de novembro de 2007 | 18h20

Lagosta e hospital. Pode parecer estranha, mas é exatamente esta a combinação que parte dos pacientes internados no Hospital do Câncer de Pernambuco poderá apreciar nos próximos dias durante as refeições servidas na unidade de saúde. A "novidade" é fruto de uma doação feita, na última quinta-feira, 15, pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) à instituição.  Ao todo, a direção do HC recebeu 154 quilos de lagosta, que foram apreendidas pelo Ibama durante uma operação de fiscalização que flagrou a pesca ilegal, realizada na noite da última terça-feira em Barra de Sirinhaém, no litoral Norte de Pernambuco. Os infratores foram autuados pelo uso indevido de compressor (equipamento proibido para a pesca). De acordo com os fiscais o uso de compressor e caçoeira (apetrechos para a pesca de lagosta) é proibido por lei por causa dos danos provocados ao ambiente. Após o flagrante, os pescadores foram encaminhados à Polícia Federal. Eles pagaram fiança e irão aguardar o julgamento em liberdade.  Segundo o superintendente estadual do Ibama, João Arnaldo Novaes, a decisão de doar o material apreendido para o Hospital do Câncer foi uma espécie de retribuição ao fato da unidade de saúde ter emprestado sua câmara frigorífica para armazenar uma outra apreensão feita pelo órgão.  A fiscalização faz parte da Operação Lagosta Legal que foi lançada em abril passado de forma simultânea em 12 estados do litoral brasileiro, do Amapá ao Espírito Santo. No último dia 8 de novembro, o HC recebeu como doação 25 galos de briga, que reforçaram o almoço de cerca de 300 pacientes. As aves haviam sido apreendidas há pouco mais de um mês e chegaram à cozinha do hospital depois de uma determinação judicial. A direção da instituição agradeceu a doação e afirmou que o produto será preparado de acordo com a orientação da equipe de nutricionistas e oferecido aos pacientes que não tenham nenhuma restrição de alimentação.

Tudo o que sabemos sobre:
lagostasIbama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.