AP
AP

Lançamento da Soyuz à Estação Espacial deverá ser adiado

A agência espacial russa não explicou o motivo do adiamento, mas, segundo fontes, existem problemas que foram percebidos na nave durante os testes de segurança

Efe,

27 de janeiro de 2012 | 16h41

O lançamento da nave tripulada russa Soyuz TMA-04M com destino à Estação Espacial Internacional (ISS), prevista para o próximo dia 30 de março, possivelmente será adiada até o final de abril, ou início de maio, antecipou nesta sexta-feira, 27, uma fonte da agência espacial russa.

O motivo deste adiamento, que não foi confirmado de maneira oficial, estaria relacionado com os problemas apresentados na nave durante os testes de segurança, disse um diretor da indústria espacial russa à agência "Interfax".

"Ao ser submetida a prova de hermetismo do módulo de descenso, o revestimento da Soyuz sofreu uma ruptura, pelo qual já não serve para um voo tripulado", explicou a fonte, que acrescentou que não há tempo para preparar outro módulo de descenso até a data prevista para o lançamento.

"Não temos nenhuma informação sobre adiamentos", disse à Agência Efe Alexei Kuzneetsov, porta-voz da Roscosmos, a agência espacial russa.

A bordo da Soyuz TMA-04M viajarão à ISS os cosmonautas russos Gennady Padalka e Sergei Revin e o astronauta americano Joseph Acaba, integrantes da 31º expedição da missão permanente na plataforma orbital. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.