Jaxa/Divulgação
Jaxa/Divulgação

Lançamento de foguete japonês é remarcado para sábado

Mau tempo havia adiado partida desta quinta-feira; Nasa irá transmitir o lançamento pela internet

estadão.com.br e Efe,

20 Janeiro 2011 | 12h40

SÃO PAULO - O lançamento do foguete japonês Kounotori 2, que levará material para a Estação Espacial Internacional (ISS, pela sigla em inglês), previsto para esta quinta-feira, 20, foi remarcado para sábado, 22. Na quarta-feira, 19, o lançamento foi adiado devido ao mau tempo.

 

A Nasa irá transmitir pela Nasa TV o lançamento, que acontecerá na base Tanegashima, no sul do Japão, às 07h37 (Horário de Brasília) e a chegada do foguete à ISS no dia 27 de janeiro.

 

O foguete não-tripulado Kounotori 2, conhecido também como HTV2, levará à ISS até seis toneladas de material, incluindo mantimentos, água potável e mostras para o centro científico que o Japão mantém na estação espacial.

 

Até agora, este laboratório estava aberto somente aos 15 países que fazem parte do projeto da ISS, mas o Japão decidiu permitir a participação de outras nações asiáticas de forma gratuita.

 

Entre a carga que será transportada pelo HTV2 há também sementes de tomate e pimenta para um experimento que o Japão realizará conjuntamente com Malásia, Indonésia, Tailândia e Vietnã.

 

Após permanecer vários dias na ISS, a nave será carregada com resíduos da estação e empreenderá a viagem de volta para desintegrar-se uma vez que voltar à atmosfera terrestre.

 

O foguete viajará ao espaço na plataforma de lançamento H-IIB, a maior fabricada até hoje pelo Japão.

 

Trata-se da segunda missão não-tripulada de abastecimento realizada pelo Japão, que em setembro de 2009 enviou a HTV1 para levar à Estação Espacial Internacional 4,5 toneladas de material como computadores, instrumentos científicos, comida e água.

 

O Japão desenvolve desde 2003 um intenso programa espacial que, baseado em sua tecnologia avançada, tem enfoque na prospecção planetária e em asteroides.

 

Em dezembro, o programa da Jaxa sofreu um sério revés quando sua sonda "Akatsuki", a primeira missão do Japão a Vênus, fracassou no intuito de entrar na órbita desse planeta por causa de uma falha técnica.

Mais conteúdo sobre:
ISSNasalançamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.