Lei antifumo entra em vigor na Espanha

Os fumantes espanhóis enfrentam uma mudança importante: entrou ontem em vigor uma nova lei nacional que proíbe o consumo de tabaco em locais de trabalho. Também passa a ser proibido fumar em centros comerciais, centros culturais e no sistema de transportes públicos, entre outros recintos. Os bares e restaurantes com mais de cem metros quadrados deverão ter áreas reservadas para não-fumantes. Nas praças de touro e nos estádios de futebol, por exemplo, os torcedores só poderão fumar se estiverem em instalações abertas. Em camarotes, fica proibido. A lei foi aprovada pelo parlamento espanhol em 15 de dezembro. Dos 350 deputados da câmara baixa, 297 votaram em favor do projeto de lei e nenhum votou contra. O governo espanhol alega que o tabagismo é uma das principais causas de morte no país. Cerca de 30% dos espanhóis fumam. Anualmente, 50 mil pessoas morrem no país por doenças relacionadas ao hábito de fumar e 700 por causa do fumo passivo. O Ministério da Saúde criou um serviço telefônico para tirar dúvidas sobre a lei. Em dez dias, recebeu mais de 6 mil ligações. Países como EUA, Itália, Irlanda, Cuba, Índia, Noruega e Nova Zelândia já têm leis semelhantes.

Agencia Estado,

02 de janeiro de 2006 | 13h41

Tudo o que sabemos sobre:
notícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.