Lei torna obrigatória realização gratuita do teste da orelhinha em bebês

Hospitais e maternidades terão de fazer o exame, que dura dez minutos e tem resultado imediato

Agência Brasil

03 de agosto de 2010 | 15h04

BRASÍLIA - Hospitais e maternidades terão de fazer gratuitamente o teste da orelhinha nos bebês nascidos em suas dependências. A lei que obriga essas unidades de saúde a fazerem o teste foi sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e publicada na edição desta terça-feira, 3, do Diário Oficial da União.

O chamado exame de emissões otoacústicas evocadas identifica precocemente problemas auditivos e deve ser feito preferencialmente nos primeiros dias de vida. O teste é realizado enquanto o bebê está dormindo, dura cerca de dez minutos e o resultado sai na hora.

Se houver suspeita de problemas auditivos, a criança deve ser encaminhada para uma avaliação audiológica.

Tudo o que sabemos sobre:
teste da orelhinha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.