Livres de Ebola, enfermeira reencontra cão após quarentena

Nina Pham foi infectada pela doença após tratar paciente com Ebola

Lisa Maria Garza, Reuters

01 Novembro 2014 | 14h19

A enfermeira de Dallas tratada por Ebola teve uma reunião emocional neste sábado com seu "melhor amigo", um King Charles Spaniel, após o cão passar as últimas três semanas em quarentena sendo monitorado em busca do vírus mortal.

O cachorro, chamado Bentley, encheu Nina Pham de lambidas na cerimônia próximo ao abrigo em Dallas em que ele vinha sendo mantido em isolamento e cuidado por funcionários do canil em roupas protetoras.

Pham, de 26 anos, tornou-se a primeira pessoa nos Estados Unidos a ser infectada pelo Ebola após tratar um homem infectado. Ela foi solta do hospital National Institutes of Health em Maryland em 24 de outubro após ser declarada livre do vírus.

"Depois que fui diagnosticada com Ebola, eu não sabia o que aconteceria com Bentley e se ele teria o vírus", disse Pham a jornalistas. "Eu estava apavorada por não saber o que poderia acontecer com meu melhor amigo".

Mais conteúdo sobre:
Ebola

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.