Reprodução
Reprodução

Livro discute dilema de pessoas que descobrem aids após os 50 anos

Obra lançada nesta 5ª aborda drama da revelação para pacientes casados e com filhos

estadão.com.br

21 de outubro de 2010 | 18h05

SÃO PAULO - Baseado no trabalho que desempenha no ambulatório do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, da Secretaria de Estado da Saúde, o médico infectologista Jean Gorinchteyn lança nesta quinta-feira, 21, o livro "Sexo e aids depois dos 50". Parte da renda será destinada ao próprio hospital.

A obra, que conta com prefácio do infectologista e diretor do instituto, o médico David Uip, e com comentários de atores como Paulo Goulart, Nicete Bruno e Lima Duarte, além da apresentadora Adriane Galisteu, aborda o drama da revelação do diagnóstico entre pacientes, muito deles casados e com filhos e netos, situação que compõe um quadro de impacto psicológico e social, motivador de rompimento de elos familiares, sociais e profissionais.

A publicação também aborda formas de contaminação, situações cotidianas que podem representar ameaças de contágio e exemplos de superação de pacientes, que fazem do arrependimento pela falta da prevenção uma marca de suas batalhas contra a doença.

"Discutir sexualidade por si só é um tabu e fazê-lo entre pessoas acima de 50 anos se torna uma missão árida, principalmente porque misturar sexo e aids é ir além do debate do sexo e debater hábitos, desejos e fantasias diferentes do que foi estabelecido como moral, ético e aceito pela sociedade", afirma o autor.

Segundo o infectologista, essa faixa etária, pertencente à era pré-aids, foi vítima da desinformação, enfrentando dificuldade no manuseio e na aceitação do preservativo em suas relações. Como resultado, há a indignação de muitos pacientes, que imaginavam que a aids era uma doença exclusiva dos jovens, e a vulnerabilidade de muitas mulheres que não se protegeram por serem vítimas dos próprios cônjuges.

"Quando o avô ou o pai de família é moralista e exigente e se vê na condição de contaminado, há a eclosão de todos os preconceitos possíveis, evidenciando o quanto a doença social trazida pelo HIV é mais avassaladora que as próprias doenças oportunistas advindas desse quadro", ressalta Gorinchteyn.

Serviço:

Livro: "Sexo e Aids depois dos 50" (124 páginas)

Autor: Jean Gorinchteyn

Editora: Ícone Editora

Lançamento: 21 de outubro, quinta-feira, às 19h30

Local: Livraria Saraiva MegaStore do Shopping Pátio Higienópolis (avenida Higienópolis, 618, Piso Higienópolis)

Valor: R$ 21 (parte da renda será revertida para as obras assistenciais do Instituto de Infectologia Emílio Ribas)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.