Reprodução
Reprodução

Lotes de Epocler, Dipirona e Coristina são recolhidos por empresa

Farmacêutica anunciou à Anvisa a retirada voluntária de 119 lotes de medicamentos e agência determinou a suspensão da comercialização

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

03 Janeiro 2017 | 12h59

SÃO PAULO - A farmacêutica Brainfarma, do grupo Hypermarcas, anunciou que vai fazer o recolhimento voluntário de 119 lotes de medicamentos produzidos entre janeiro e março do ano passado por causa de um "equívoco operacional no processo de pesagem".

Entre os remédios estão Epocler, Dipirona sódica, Amoxilina, Maracugina, Coristina e Biotônico Fontoura. O anúncio foi publicado no site da Anvisa nesta terça-feira, 3. 

A empresa comunicou a medida à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que determinou a suspensão da distribuição, comercialização e uso de todos os produtos e lotes dos medicamentos.

Segundo a Brainfarma, os produtos não trazem riscos aos consumidores. "Não há indicações de que o uso destes medicamentos possa gerar efeitos adversos à saúde, além dos previstos em bula."

A lista com os nomes dos medicamentos e lotes suspensos está disponível no site da Anvisa.

Mais conteúdo sobre:
Anvisa Brainfarma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.