Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Mãe raspa o cabelo de filho em tratamento contra leucemia e vídeo desperta onda de apoio

Chico, de 6 anos, está em tratamento em Barretos, no interior de São Paulo. Imagens da assistente social Camila Leitão viralizaram e expressão "Força, Chico" virou um dos temas mais comentados do Twitter

Lailton Costa, Especial para o Estadão

29 de junho de 2021 | 18h02

PALMAS - Francisco Teixeira Cabral tem 6 anos e emocionou o País após ter um vídeo feito pela mãe, a assistente social Camila Abreu Teixeira Leitão, ao raspar o cabelo durante o tratamento de uma leucemia, iniciado em maio. Enquanto a mãe passa a máquina aos prantos, Chico, como o menino é conhecido, demonstra força e tenacidade. "É tranquilo, mamãe". Em seguida, avisa, com bom humor: "Minha mãe é assim mesmo, gente. Ela chora por tudo."

A cena se passa em Barretos, no interior de São Paulo, para onde Camila e Chico se transferiram para iniciar o tratamento de uma leucemia linfoide aguda - conhecida como LLA.

Camila conta ao Estadão que também tratou de um câncer no Hospital de Amor, na cidade, entre o ano passado e março deste ano. Ao retornar para Porto Nacional, cidade a 50 quilômetros ao sul de Palmas, onde reside com a mãe e o padrasto - a quem Chico chama de pai -, o filho apresentou febre.

Tratada inicialmente como infecção viral, o estado febril insistia. Chico ficou internado por 11 dias na capital, quando os médicos descobriram a doença. "O exame de mielograma (exame da medula) confirmou a leucemia e no dia 5 de maio viemos para Barretos para começar o tratamento", afirma Camila, por telefone.

Como fez amizade na cidade, ela e o filho estão hospedados em casa de amigos com quem dividem as despesas de alimentação, energia e água. “Graças a Deus está tranquilo, temos pessoas na vida da gente que nos ajudam muito, então estamos como se estivéssemos em casa. Nós viemos com uma mala pequena, pensei que poderíamos voltar para casa, depois voltar aqui se fosse preciso, mas a previsão é de que o tratamento dure por dois anos."

A atitude do menino no vídeo se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter, com a expressão "Força Chico” após a mãe fazer a postagem que gerou muita solidariedade nas redes sociais. “É muito carinho e repasso todo esse amor para o Chico, que acompanha toda a repercussão”.

Ela afirma que o filho encara o tratamento com muita naturalidade e a força do garoto e o apoio das pessoas proporciona boas esperanças. “Estou confiante que não vai precisar de transplante de medula não, eu acredito que só a quimioterapia vai resolver o caso dele”, diz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.