Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Mais 10 parques são fechados na zona norte por causa da febre amarela

O Horto Florestal e o Parque Estadual da Cantareira já estão interditados desde a semana passada

Paula Felix e Fábio de Castro, O Estado de S.Paulo

25 Outubro 2017 | 19h46

A Prefeitura de São Paulo anunciou nesta quarta-feira, 25, que mais dez parques municipais serão fechados como medida preventiva contra a febre amarela - agora são 15 com restrição de acesso por esse motivo na capital. Com o avanço do vírus silvestre para regiões em que a vacinação contra a doença não era obrigatória, a Secretaria de Estado da Saúde quer oferecer a imunização a toda a população paulista até 2019. Desde abril do ano passado, a pasta tem reforçado o procedimento nas áreas de risco e realizado a proteção em municípios com casos de macacos mortos e nas regiões vizinhas. 

Os parques em que foi determinado fechamento ou restrição de acesso a partir de hoje ficam na zona norte. Na lista, estão unidades como o Lions Tucuruvi e o São Domingos. 

Os parques Anhanguera e os lineares Canivete e Córrego do Bispo, no extremo norte, já haviam recebido a mesma orientação na terça. Já o Horto Florestal e o Parque da Cantareira, estaduais, estão fechados desde a semana passada.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, a medida é preventiva e foi tomada após um sagui ter sido achado morto no Anhanguera, maior parque da capital, com suspeita de febre amarela. No Horto, já havia sido encontrado um macaco morto em que foi confirmada a infecção pela doença. 

A partir de hoje, 37 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) passam a oferecer a vacina na zona norte. Mesmo fora dessa região, porém, paulistanos correram a postos de saúde e clínicas privadas em busca da imunização. 

Mas a coordenadora de imunização da pasta municipal, Maria Lígia Nerger faz um apelo para que as pessoas não procurem a vacina caso não residam na zona norte nem planejem viajar para áreas de risco. “As pessoas precisam entender que estamos falando de febre amarela silvestre. O risco está limitado a áreas próximas ao Horto Florestal e à Cantareira. Nas outras regiões não há nenhum motivo para pânico”, disse ela ao Estado.

Segundo Maria Lígia, foram ofertadas 68 mil doses extras da vacina no município, sendo 38 mil no distrito de Anhanguera e outras 30 mil na região do Horto. “Temos vacina suficiente para atender toda a população dessas áreas.”

Imunização. Já a Secretaria paulista da Saúde diz que a estimativa, até 2019, é que todo o Estado esteja vacinado. “Vamos priorizar as áreas onde o vírus está circulando e vacinar quem realmente precisa, mas vamos voltar e melhorar a cobertura vacinal”, explica Helena Sato, diretora da Divisão de Imunização do Centro de Vigilância Epidemiológica da pasta.

A estratégia, diz ela, é acompanhar os casos de mortes de macacos e monitorar os mosquitos para, então, definir as áreas que receberão a imunização.

“Não é uma emergência e não teríamos condições logísticas de vacinar toda a população (ao mesmo tempo). Vamos fazer gradativamente”, completa o infectologista Marcos Boulos, coordenador de Controle de Doenças da secretaria estadual.

A vacinação gradativa é importante, diz ele, para analisar efeitos colaterais. “No último ciclo da doença, há oito anos na região de Botucatu, 11 morreram por febre amarela e cinco por efeitos colaterais da vacina”, diz. “No último um ano e meio, vacinamos cinco milhões e tivemos dois óbitos. Isso é algo que pode acontecer porque a vacina tem o vírus vivo atenuado.” Entre 2016 e este ano, 191 municípios intensificaram as ações de vacinação no Estado. 

Segundo Helena, há preocupação maior com áreas periurbanas, porque as pessoas “estão morando em condomínios ecológicos, perto da área de mata.” 

O Ministério da Saúde não prevê mudar os planos para produzir e comprar vacina. A ideia é manter a produção da fábrica de Biomanguinhos, de 6 milhões de doses mensais. Além disso, é esperado reforço de 4 milhões de doses de uma nova fábrica que começa a funcionar em dezembro. O estoque da pasta é de 10 milhões de doses extras. /COLABOROU LIGIA FORMENTI

SERVIÇO

Veja as UBSs que estão vacinando contra a febre amarela (de 8h às 18h)

UBS/AMA Jardim Peri - Av. Peri Rochetti, 914 - Jd. Peri

UBS Horto Florestal - R. Luis Carlos Gentile de Laet, 603, esquina com rua. do Horto, 603 - Horto Florestal

UBS Dona Mariquinha Sciascia - R. Dr. José Vicente, 39 - Tremembé

UBS Vila Dionísia - R. Chen Ferraz Falcão, 50, Vila Dionísia

UBS Lauzane Pauklista - R. Valorbe, 80

UBS Vila Aurora - R. Jean Buff, 126

UBS Conjunto Ipesp - Av. Profª. Virgilia Rodrigues Alves de Carvalho Pinto, 555

UBS Wamberto Dias Costa - R. Paulo César, 60

UBS Jardim Rosinha - R. Dalva de Oliveira, 82 - Morro Doce

UBS Morada do Sol - R. Assis Brasil, 31, esquina com Pça. Luiz Vaz de Camões - Sol Nascente

UBS Morro Doce - R. Alberto Calix, 55 - Jd. Canaã

AMA/UBS Parque Anhanguera - R. Pierre Renoir, 100 - Via Anhanguera Km 24,5 - Jd. Britânia

UBS/PSF Alpes do Jaraguá - Alameda das Limeiras, 46

AMA/UBS Integrada City Jaraguá - Estrada de Taipas, 1648

AMA/UBS Integrada Elísio Teixeira Leite - R. João Amado Coutinho, 400

UBS/PSF Jardim Panamericano - R. Barra da Forquilha, 38 F

UBS/PSF Jardim Rincão - R. Arroio da Palma, 67

UBS/PSF União das Vilas de Taipas - Av. Elísio Teixeira Leite, 7.703

UBS Recanto dos Humildes - Av. Pavão, 36A

UBS Vila Caiuba - R. Presidente Vargas, s/n

UBS Ilza Weltman Huztler - Rua Cel. Walfrido Carvalho s/nº

UBS Vila Espanhola - Av. João Santos Abreu ,650

UBS Vila Dionísia II - Rua  07 de Setembro,73

UBS Jardim Guarani – Rua Santana do Araçuai, 160

UBS Jardim Vista Alegre – Rua Ibiraiaras, 21

UBS Silmarya R.M. Souza – Rua Euvaldo Augusto Freire, 20

UBS Jardim Paulistano – Rua encruzilhada do Sul, 220

UBS Anhenguera I – Estrada Turística do Jaraguá, 3.680

UBS/AMA Jardim Ipanema – Rua Pedro Ravara, 11A

UBS Jardim Apuanã - R Hum, 19

UBS Jardim Fontalis - R. Antonio Picarollo, 41

UBS/ESF Jardim das Pedras - R. Clóvis Salgado, 220

UBS Jardim Flor de Maio - Av. Nova Paulista, 561

UBS Jardim Joamar - R. Adalto Bezerra Delgado, 230

UBS Dr. Osvaldo Marçal - R. Antonio Joaqui de Oliveira, 220

UBS Vila Nova Galvão - R. Alpheu Luiz Gasparinni, 116

AMA/UBS Integrada de Perus - Praça Vigário João Gonçalves de Lima, 239

Mais conteúdo sobre:
febre amarela

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.