Mapa romano de 800 anos entra em exposição de apenas um dia

A Tabula Peutingeriana mostra estradas que ligavam cerca de 4.000 povoados, além de montanhas e florestas

REUTERS

26 de novembro de 2007 | 16h00

Um mapa de 800 anos, o último resquício de uma carta usada pelo serviço de correio do Império Romano, foi colocado em exibição por apenas um dia na segunda-feira, depois de ter recebido da Unesco o status de "Memória do Mundo". O pedaço de pergaminho, com quase 7 metros de comprimento, só pode ser exposto por pouco tempo porque a luz pode prejudicá-lo. Ele deve voltar para a Biblioteca Nacional da Áustria, onde está guardado desde 1738. A Tabula Peutingeriana mostra estradas que ligavam cerca de 4.000 povoados, além de montanhas, rios e florestas desde a Espanha até a China, e das Ilhas Britânicas até o norte da África. Mas o eixo norte-sul está muito comprimido, porque o mapa tem apenas 30 cm de largura. O mar Mediterrâneo aparece como um estreito trecho azul entre o que hoje são a Croácia e a Itália. "É mais ou menos como quando se olha para um mapa do metrô de Viena - não é preciso, mas dá uma boa idéia de como se movimentar", disse Andreas Fingernagel, da Biblioteca Nacional, durante a exibição. O documento, preservado em 11 segmentos, foi escrito em pergaminho no fim do século 12, numa cópia medieval imitando o rolo usado pelos romanos na Antiguidade. (Por Karin Strohecker)

Tudo o que sabemos sobre:
ARQUEOLOGIAMAPA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.