Marta diz que dengue já atrapalha o turismo no Rio

A ministra do Turismo declarou, ainda, que o combate á doença é responsabilidade das prefeituras

Da Redação,

10 de abril de 2008 | 14h43

A epidemia de dengue no Rio de Janeiro tem causado prejuízo para os setores ligados a atividades turísticas no Estado, reconheceu a ministra do Turismo, Marta Suplicy. A repercussão dos casos da doença tem, segundo ela, inibido a chegada de visitantes estrangeiros ao País.   VEJA TAMBÉM Entenda a doença e veja os números  Dengue pode trazer prejuízos ao setor de Turismo no RJ Justiça dá 72 horas para Prefeitura do Rio abrir postos de saúde   "Teve um impacto sim. Nós não temos os números ainda, mas tivemos logo que começou a epidemia uma repercussão. Foi pior na Espanha, Portugal e Itália. Os jornais colocaram mais força. Na Argentina, teve um pouco também", afirmou, em entrevista a emissoras de rádio, no estúdio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), em Brasília.   O trabalho de prevenção à doença, defende a ministra, precisa contar com o engajamento dos responsáveis pelas prefeituras.   "Fui prefeita e, para ser sincera, sei exatamente como é a responsabilidade. Isso é responsabilidade de prefeitura. Estou falando isso para o Rio de Janeiro, mas estou falando porque muitas cidades estão nos escutando. Você, prefeito, vista a camiseta e pegue o sábado para tocar a campainha dos lugares onde tem foco", declarou.   Dez capitais brasileiras, entre elas destinos turísticos como Fortaleza, Recife e Maceió, estão em estado de alerta para um possível surto da doença. (Com informações da Agência Brasil)

Tudo o que sabemos sobre:
dengueturismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.