Mascar chiclete pode ajudar pós-operatório, diz estudo

Goma de mascar faz com que os sucos gástricos se movimentem e pode estimular secreções pancreáticas

Carla K. Johnson, AP

18 de agosto de 2008 | 16h57

Você pode mascar chiclete e se recuperar de uma cirurgia ao mesmo tempo? Pesquisadores britânicos disseram que essa é uma ótima idéia para alguns pacientes.  O chiclete pode ajudar os intestinos a voltarem a funcionar mais rapidamente após cirurgias de cólon, sugere uma análise de cinco estudos. Alguns pacientes têm dificuldade de conseguir movimento nos intestinos após procedimento cirúrgicos, mas o chiclete pode confundir o sistema digestório e levar a uma boa função digestiva.  Mascar chiclete faz com que os sucos gástricos se movimentem, literalmente. Além da saliva, o chiclete pode estimular hormônios e secreções pancreáticas, de acordo com os autores dos estudos, pesquisadores do Imperial College London. As conclusões, publicadas na edição de agosto da revista Archives of Surgery, vêm da análise de cinco estudos com um total de 158 pacientes. Enquanto pacientes se recuperavam da cirurgia de cólon, alguns mascaram chicletes sem açúcar por 45 minutos, três vezes por dia. Outros não mascaram.  Os que usaram o chiclete tiveram um retorno mais rápido das funções intestinais, medido em quanto tempo após a cirurgia tiveram a primeira movimentação intestinal (um dia antes que aqueles que não mastigaram chiclete). Outros quatro estudos examinaram quanto tempo pacientes permaneceram no hospital. Os que mascaram chiclete tiveram alta, em média, um dia antes, mas a diferença não foi estatisticamente relevante.  Em nenhum dos estudos o chiclete causou qualquer tipo de dano.  Então, poderia alguns centavos em chicletes economizar milhões de dólares em custos hospitalares? Com mais de 320 mil cirurgias colo-retais realizadas anualmente nos Estados Unidos a um custo de US$ 2,1 mil por dia no hospital, esse poderia ser o caso.  Mascar chiclete sem açúcar também poderia ajudar na recuperação de outras cirurgias abdominais, disse o co-autor do estudo, Sanjay Purkayastha. Sorbitol, um adoçante artificial muito comum em chicletes, é conhecido por ter um efeito laxativo, disse.  No entanto, o médico Theodore Saclarides, chefe do centro de cirurgia colo-retal no Chicago Rush, disse que mais estudos são necessários. Mascar chicletes poderia fazer com que pacientes engolissem ar, o que poderia agravar os problemas. Uma melhor escolha seria sempre ingerir alguma comida: líquidos no dia após a cirurgia e sólidos, no dia seguinte.

Tudo o que sabemos sobre:
saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.