Maternidade antecipa consulta pós-parto para prevenir doenças em bebês

'Ambulatório do Umbigo' do Hospital Estadual de Vila Alpina promove melhoria do quadro clínico de 85% dos recém-nascidos já no primeiro retorno

estadao.com.br,

20 de abril de 2012 | 11h13

 Prevenir as doenças mais comuns entre recém-nascidos e garantir quase 100% de aleitamento materno. Este é o objetivo do "Ambulatório do Umbigo" implantado no Hospital Estadual de Vila Alpina, unidade da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo na zona leste da capital paulista.

Lá, a consulta do pós-parto pode ser antecipada para os cinco primeiros dias de vida do recém-nascido e, dependendo do caso, o bebê pode retornar até  24 horas depois da alta médica. Normalmente, essa consulta seria dentro de três semanas. A iniciativa promove a melhoria do quadro clínico de 85% dos recém-nascidos logo no primeiro retorno.

Em 2011, levantamento feito pela equipe médica do Ambulatório do Umbigo mostrou que um dos principais problemas detectados nos recém-nascidos foi a icterícia neonatal, identificada em quase 50% dos 2 mil bebês que nasceram no Vila Alpina. O agravo, se não tratado adequadamente, pode deixar o bebê com graves sequelas, como surdez, retardo mental e distúrbios cognitivos.

Em segundo lugar, estão os casos de fissura mamária, com 12% de ocorrências registradas, problema que reflete diretamente no desmame precoce, prejudicando a nutrição e baixando a imunidade do bebê.

As fissuras geralmente ocorrem no seio despreparado para a amamentação, devido à má posição da criança no momento da mamada e, principalmente, devido à técnica incorreta de sucção. Para resolver esse problema, antes da alta hospitalar, uma equipe de enfermagem do ambulatório faz orientações específicas e individualizadas para as mães.

"O objetivo é oferecer atendimento humanizado, uma atenção individualizada, para sanar dúvidas e orientar as mães sobre a melhor maneira de cuidar do seu bebê", afirma Suzana Altikes Hazzan, coordenadora do serviço de neonatologia do Hospital Estadual de Vila Alpina.

O Ambulatório do Umbigo surgiu com o intuito de aumentar a adesão das mães no retorno pós-alta hospitalar, principalmente para os médicos acompanharem de perto o aleitamento materno exclusivo, no pós-alta. "O ambulatório trouxe um ganho muito grande para as mães e os bebês, pois chamamos as mães precocemente, antes que o bebê apresente alguma complicação nos primeiros dias de vida. Além disso, é um ganho também para a saúde pública, pois com assistência multiprofissional as  mães estarão mais conscientes sobre os cuidados com a saúde do bebê e a importância do aleitamento materno", diz Suzana.

Tudo o que sabemos sobre:
maternidadepós-partobebê

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.