Maternidade suspende atendimento após caso de meningite em bebê em AL

UTI neonatal passará por processo de desinfecção e será reaberto na segunda-feira

Priscila Trindade, do estadão.com.br,

08 Julho 2011 | 15h46

São Paulo, 8 - A Maternidade Escola Santa Mônica (MESM), em Alagoas, suspendeu o atendimento a partos de risco até a próxima segunda-feira, 11, depois de identificar a presença da bactéria transmissora da meningite C em um bebê do sexo feminino internado na unidade. O isolamento da UTI neonatal foi adotado para a desinfecção do local. A informação foi confirmada nesta sexta-feira, 8.

O paciente infectado é um bebê recém-nascido que foi transferido há uma semana de Delmiro Gouveia, com diagnóstico de hidrocefalia. O bebê foi levado à Santa Mônica para ser submetido a um tratamento.

De acordo com a diretoria da maternidade, a análise do LCR [líquido cérebro-espinhal], procedimento de rotina para o caso, detectou a bactéria Neisseria Meningitidis tipo C. Após o resultado do exame, a criança foi transferida para o Hospital de Doenças Tropicais Dr. Hélvio Auto, unidade especializada em doenças infecto-contagiosas.

Mais conteúdo sobre:
meningite

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.