FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Médico acusado de homicídio após procedimento estético é transferido

Denis Furtado, conhecido como "Dr. Bumbum" e sua mãe, Maria de Fátima, foram para a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio; os dois estavam foragidos e foram presos na quinta-feira

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

20 Julho 2018 | 16h53

O médico Denis César Barros Furtado, de 45 anos, e sua mãe, Maria de Fátima Furtado, 66, foram transferidos no início da tarde desta sexta-feira, 20, para a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio. Os dois estavam foragidos e foram presos na tarde de quinta-feira.

A transferência ocorreu após os investigadores da 16ª DP, na Barra de Tijuca, encerrarem os depoimentos dos dois. Acusados de homicídio pela morte da bancária Lilian Calixto, 46 anos, que morreu após procedimento estético realizado na cobertura de Denis, os dois depuseram por cerca de três horas cada um.  Também médica, Maria de Fátima teve o registro profissional cassado em 2015. 

Denis Furtado, conhecido como "Dr. Bumbum", e Maria de Fátima haviam passado a noite em celas separadas da 16ª DP. Durante a madrugada, tiveram uma crise de pressão alta e chegaram a ser atendidos por um médico.

 

Mais conteúdo sobre:
medicina Denis Furtado cirurgia plástica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.