Médico é investigado por extrair testículo de paciente por engano

Sulieman Al Hourani deveria ter retirado de um britânico um pequeno cisto invés do órgão

BBC

20 Abril 2010 | 14h01

LONDRES - Um médico jordaniano que trabalhava temporariamente em um hospital no norte da Inglaterra está sob investigação por haver removido um dos testículos de um paciente em vez de retirar um pequeno cisto que estava no órgão.

 

O doutor Sulieman Ahmad Sulieman Al Hourani, formado pela Universidade de Ciência e Tecnologia da Jordânia, também é acusado de roubar remédios do Fairfield General Hospital, na cidade de Bury, nas imediações de Manchester.

 

Em um outro incidente a ser investigado, o médico teria injetado a si próprio com um sedativo que havia sido receitado para um paciente.

 

Depois de trabalhar na Grã-Bretanha, entre 2005 e 2008, Al Hourani voltou para seu país, onde trabalha atualmente.

 

O caso contra o médico está sendo ouvido por um comitê do General Medical Council (GMC, na sigla em inglês), órgão que regula a prática da medicina na Grã-Bretanha. Al Hourani não compareceu à primeira audiência, na segunda-feira, 19.

 

Se declarado culpado, o cirurgião pode ser julgado "inadequado para a prática" da medicina e proibido de trabalhar no país.

 

Audiência

 

Durante a sessão, o comitê do GMC ouviu relatos de que Al Hourani teria aparentado "surpresa" ao perceber que tinha nas mãos o testículo do paciente e não o cisto, segundo o jornal Manchester Evening News. O caso deve ser investigado durante as próximas três semanas.

 

Segundo a assessoria de imprensa do GMC, embora as decisões do órgão só tenham valor legal na Grã-Bretanha, as conclusões do comitê são disponibilizadas para o público e para órgãos equivalentes em outros países.

Mais conteúdo sobre:
medico testiculo erro investigaçao Inglaterra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.