Paulo Liebert/AE
Paulo Liebert/AE

Médico recebe por parto valor de uma mensalidade na academia

Classe médica reclama de baixos repasses por parte das operadoras de saúde; representante dos planos alega que reajustes são feitos com regularidade

Wanise Martinez , O Estado de S.Paulo

06 de setembro de 2012 | 08h32

Os baixos valores repassados pelas operadoras por consultas, procedimentos e exames estão no centro das reivindicações dos médicos que interrompem o atendimento eletivo aos planos de saúde nesta quinta-feira, 6. 

 

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estabelece um teto, mas não impõe uma regulamentação - os valores dependem de negociação direta entre a classe médica e os planos de saúde.

 

Segundo a Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge), a remuneração é variável e depende das particularidades de cada plano - os valores estão associados ao número de vidas cobertas no plano, ao tipo de plano e de cobertura, entre outros fatores. Por isso, alguns planos pagam mais e outros menos pelo mesmo procedimento ou consulta.

 

De acordo com a Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), representante de 15 grupos de operadores de saúde, "os reajustes para procedimentos e consultas são feitos com regularidade, com índices sempre acima da inflação e também do índice praticado pela ANS".

 

Abaixo, alguns exemplos de valores repassados pelas operadoras por procedimentos. Vale ressaltar que são valores médios. Dependendo do plano, o repasse pode ser maior ou menor. 

 

  

COMPARE OS HONORÁRIOS PAGOS AOS MÉDICOS

O que pode ser comprado* com o valor de alguns procedimentos** 

 

 

link Biópsia incisional (retirada de lesão dermatológica, como pintas): R$ 8,17 

Recarga mínima de celular da Vivo (R$ 8,00)

 

link Exame cardiológico eletrocardiograma: R$ 10,00 

Revista semanal Carta Capital (R$ 9,90)

 

link Raio X dos seios da face: R$ 24,75 

Entrada inteira de cinema no Shopping Bourbon, de 6ª a domingo e feriado (R$ 24,00)

 

link Ultrassonografia do abdome inferior feminino (bexiga, útero, ovário e anexos): R$ 33,52 

Pedicure na rede de cabeleireiros Soho (R$ 32,00)

 

link Ultrassonografia Obstétrica: R$ 43,32 

Jantar no Restaurant Week (R$ 43,90) 

 

link Consulta ambulatorial: R$ 45,00 

Lavagem de carro grande completa na rede Dry Dream (R$ 40,00)

 

link Teste ergométrico: R$ 45,00 

Pizza giga de mussarela de búfala na rede Domino's (45,90)

 

link Exame holter 24 horas (aparelho que monitora o ritmo cardíaco durante um dia inteiro): R$ 60,00 

Três combos Big Tasty + três casquinhas na rede Mc Donald's (R$ 58,50)

 

link Retirada de amígdala: R$ 75,00 a R$ 90,00 

Corte de cabelo feminino na rede MGet (R$ 80,00 + R$ 15,00 da lavagem)

 

link Retirada de útero: R$ 136,50 

Passagem de ônibus São Paulo - Brasília pela Viação Real Expresso (R$ 140,41)

 

link Parto: R$ 300,00 

Mensalidade em plano trimestral na academia Runner (R$ 309,00)

 

*Valores médios pesquisados em São Paulo

**Valores médios pagos pelas operadoras de saúde aos médicos, segundo informações da Associação Paulista de Medicina (APM)

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.