Filipe Araujo/AE
Filipe Araujo/AE

Médico Roger Abdelmassih é preso em São Paulo

A investigação sobre Abdelmassih veio a público depois de pelo menos 8 pacientes terem prestado depoimento

17 Agosto 2009 | 15h45

O médico Roger Abdelmassih, dono de uma das mais famosas clínicas de fertilidade do Brasil, foi preso por volta das 15h desta segunda-feira, 17, por ordem da Justiça. Ela havia sido indiciado por crime sexual em junho.

 

linkPelo menos 50 mulheres prestaram depoimento contra médico

link Polícia indicia médico sob acusação de crime sexual

link Abdelmassih obtém liminar para saber quem o acusa

link Médico afirma que sedativo pode provocar 'comportamento amoroso'

link Pacientes e MP contestam médico

 

O médico é alvo de ação movida pelo Ministério Público por supostos abusos sexuais cometidos contra pacientes. Abdelmassih foi detido ao chegar a sua clínica. Ao ser abordado pela polícia, estava acompanhado pelo motorista. No ato da prisão, se disse surpreso e reafirmou sua inocência.

 

A investigação da conduta de Abdelmassih veio a público em janeiro, depois de pelo menos oito pacientes terem prestado depoimento ao Ministério Público. 

 

Sequência de imagens mostra a prisão do médico por policiais, na capital paulsita. Evelson de Freitas/AE

 

Mais denúncias surgiram desde então. Dezenas de mulheres que passavam por tratamento contra infertilidade na clínica dele o acusam de ter cometido atos libidinosos, como beijar à força e passar as mãos no corpo das pacientes durante atendimentos. Pelo menos um caso de acusação de estupro foi investigado pela polícia.

 

O médico, que nega todas as acusações, chegou a se defender emitindo nota à imprensa e em uma longa entrevista concedida ao Estado, depois contestada por supostas vítimas e promotores.

 

Mais conteúdo sobre:
AbdelmassihRoger Abdelmassih

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.