Médicos acusados de retirar rins em pacientes vivos serão interrogados hoje

Após os réus serem ouvidos, terá início a sessão de debates; julgamento deve terminar nesta quinta-feira

Solange Spigliatti, estadão.com.br

19 de outubro de 2011 | 10h53

SÃO PAULO - Dois, dos três médicos acusados de homicídio durante cirurgia de retirada de rins, em Taubaté, no Vale do Paraíba, há cerca de 25 anos, serão interrogados nesta quarta-feira, 19, terceiro dia de julgamento do caso.

 

Com 20 minutos de atraso, o interrogatório de Pedro Henrique Masjuan Torrecillas começou às 9h20. Em seguida, será interrogado Mariano Fiore Júnior. O outro médico acusado, Rui Noronha Sacramento, passou pelo interrogatório ontem. Após os réus serem ouvidos, terá início a sessão de debates. Segundo o Tribunal de Justiça, o julgamento deve terminar nesta quinta-feira, 20.

 

Os três médicos são acusados de homicídio durante cirurgia de retirada de rins, em quatro pacientes ainda vivos, para supostamente serem usados em transplantes particulares. Se condenados, os médicos poderão ficar presos de 6 a 20 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.