Associated Press
Associated Press

Médicos apresentam 1º mulher com transplante de face nos EUA

Identidade da paciente e motivos da cirurgia foram mantidos em sigilo pelos médicos por cinco meses

Agências internacionais,

06 Maio 2009 | 10h11

Connie Culp, a paciente que fez um transplante de 80% de seu rosto em dezembro de 2008, foi apresentada por médicos americanos de Cleveland, em Ohio. A identidade da paciente era mantida em sigilo desde a operação. Connie teve o rosto desfigurado depois que o marido atirou contra o rosto dela durante uma briga. No disparo, ela perdeu um olho e o nariz, as bochechas, mandíbula e o lábio superior. "Eu não sou um monstro", afirmou a paciente durante a coletiva de imprensa na qual foi apresentada.

 

Veja também:

mais imagens Galeria de fotos do processo operatório

 

Depois de mais de 30 operações mal sucedidas e de ter esgotado todos os meios convencionais de cirurgia, uma equipe médica multidisciplinar de Cleveland fez o transplante em dezembro de 2008. Até a terça-feira, 5, o nome da paciente e o que causou a transfiguração foram mantidos em sigilo.

 

Durante o processo pós operatório, Connie não podia comer alimentos sólidos, nem beber usando um copo, não sentia o gosto e o cheiro dos alimentos e respirava pela traqueia.

Mais conteúdo sobre:
transplante de face

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.