Médicos implantam marca-passo em bebê de 1 dia na Espanha

Bebê foi diagnosticado com bloqueio auriculoventricular ainda na barriga da mãe

Efe

08 Julho 2011 | 15h59

Granada (Espanha) - Uma menina de um dia de vida, com um quilo e meio e que sofria um bloqueio auriculoventricular, recebeu um marca-passo em um hospital da cidade espanhola de Granada, na primeira cirurgia deste tipo praticada na Espanha em um bebê recém-nascido e com tão pouco peso.

O cirurgião cardiovascular Abdo Abdallah, do hospital Virgem das Neves, explicou à Agência Efe que a menina, que foi internada há uma semana e já recebeu alta, foi diagnosticado um bloqueio auriculoventricular completo com bradicardia (diminuição na frequência cardíaca) severa quando a mãe, grávida de gêmeos, estava com 32 semanas de gestação.

A doença exigiu então a implantação de um marca-passo que permitisse que o batimento do bebê alcançasse o ritmo necessário, a 100 e 120 batidas por minuto frente aos 35 registrado anteriormente.

A recém-nascida, cujo irmão gêmeo nasceu "perfeitamente saudável", sofre também de uma cardiopatia congênita grave, embora mais frequente, que também foi detectada mediante diagnóstico intrauterino e que requer uma nova intervenção cirúrgica, aproximadamente dentro de um ano, segundo o cardiologista.

Mais conteúdo sobre:
coração marca-passo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.