Médicos protestam contra demissões no Instituto do Câncer

Sindicato diz que residentes estão desempenhando com carga excessiva funções de médicos contratados

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

02 Fevereiro 2010 | 10h37

Pacientes e médicos do Instituto do Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho (ICAVC), na capital paulista, farão um protesto nesta terça-feira, 2, em frente ao ambulatório do hospital, marcado para o meio-dia, contra as demissões de especialistas nas últimas semanas.

 

Segundo denúncia do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), médicos residentes estão desempenhando com carga horária excessiva funções de médicos contratados, além de pacientes estarem sofrendo em longas filas causadas pelas demissões dos profissionais, muitos deles com vários anos de casa.

As demissões e a mudança na rotina de atendimento estão comprometendo o tratamento ministrado aos doentes, muitos deles em idade avançada, na avaliação de Cid Carvalhaes, presidente do sindicato.

 

Diante das dificuldades de um acordo com a diretoria do instituto para garantir a qualidade no atendimento, o Simesp prepara documento com denúncias aos órgãos responsáveis pela área da saúde, inclusive ao Ministério Público (MP).

Mais conteúdo sobre:
protesto médicos Instituto do Câncer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.