Meninas de 9 a 13 anos poderão tomar vacina contra o HPV

O Ministério da Saúde anunciou a ampliação da faixa etária de meninas que receberão vacina contra o vírus do papiloma humano (HPV), usada na prevenção de câncer de colo do útero. A partir de 2014, jovens entre 11 e 13 anos passarão a receber as doses. Em 2015, outra faixa etária será beneficiada: pré-adolescentes entre 9 e 11 anos. As aplicações serão gratuitas.

BRASÍLIA , O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2013 | 02h06

As mudanças foram anunciadas pelo secretário de Vigilância em Saúde da Pasta, Jarbas Barbosa. "Há duas grandes vantagens nesse esquema. A primeira é que possibilita alcançar a cobertura vacinal de forma rápida com a administração das duas doses. Outro benefício é que a terceira dose, cinco anos depois, funciona como um reforço", disse. O investimento feito é de R$ 360,7 milhões.

Para aplicar as vacinas será necessário obter a autorização de pais ou responsáveis. As aplicações ocorrerão tanto em postos de saúde quanto nas escolas públicas e privadas. O objetivo é que o programa atinja 80% do público-alvo, estimado em pouco mais de 5 milhões de pessoas. O HPV hoje é responsável por 95% dos casos de câncer de colo do útero, a segunda maior taxa de mortalidade entre os tumores que atingem as mulheres. O primeiro é o câncer de mama. A vacinação começa em março de 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
HPVvacina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.