Metade dos infectados não sabe que tem HIV

Segundo a Unais, agência das Nações Unidas, até o fim do ano passado, cerca de 35 milhões de pessoas eram soropositivas

Fabiana Cambricoli, O Estado de S. Paulo

16 Julho 2014 | 21h19

Mais da metade das pessoas infectadas pelo HIV no mundo não sabe que é portadora do vírus, de acordo com o relatório da Unaids divulgado nesta quarta-feira, 16. Segundo a agência das Nações Unidas, até o fim do ano passado, cerca de 35 milhões de pessoas eram soropositivas, das quais 19 milhões desconheciam sua condição.

No momento do levantamento, apenas 37% dos infectados pelo vírus tinham acesso ao tratamento com antirretrovirais. A América Latina é a região com o segundo melhor índice de cobertura do tratamento no mundo, com 45% dos soropositivos sendo tratados. O melhor desempenho foi registrado na Europa ocidental e central e América do Norte, com 51% de cobertura dos pacientes.

Fim da epidemia. A estimativa da Unaids é de que a epidemia de aids possa ser controlada em 2030. De acordo com a agência, se a meta for atingida, o mundo deixaria de ter 18 milhões de novos casos até lá. Mais de 11 milhões de mortes decorrentes da doença também seriam evitadas neste período.

A Unaids ressalta, porém, que há países nos quais o combate à doença está esquecido. As situações mais preocupantes são registradas na República Centro-Africana, Congo, Indonésia, Nigéria, Rússia e Sudão do Sul.

Segundo a Unaids, apenas 15 países concentraram 75% dos novos casos de HIV registrados em 2013. 

Mais conteúdo sobre:
HIV aids saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.