México perde US$ 2,2 bi com a gripe e lança plano de estímulo

Governo anuncia plano de US$ 1,3 bilhões para estimular as empresas afetadas pela epidemia do vírus A (H1N1)

Associated Press,

05 Maio 2009 | 11h30

Sobem para 1.124 os casos de gripe suína no mundo, diz OMSA gripe suína causou perdas de US$ 2,2 bilhões ao México, de acordo com estimativas do secretário da Fazenda do país. O governo anuncia nesta terça-feira, 5, um plano de US$ 1,3 bilhões para estimular as empresas afetadas pela epidemia causada pelo vírus A (H1N1).

 

Veja também

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde  

 

Agustín Carstens, secretário da Fazenda, calcula que a perda foi de 0,3% do Produto Interno Bruto (PIB) mexicano. Além do plano de US$ 1,3 bilhões do governo, as empresas devem receber cerca de US$ 734,5 milhões do banco de desenvolvimento do país.

 

O ministro da Saúde do país, José Angel Córdova, confirmou nesta terça que o número de pessoas com o vírus A (H1N1) subiu para 840 no país, mas o número de mortes se mantém em 25. Apesar dos números, o governo considera que o vírus está em declínio e que a partir da quarta-feira, 6, a rotina voltará ao normal no país.

 

O último boletim divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta terça-feira, 5, aumenta para 1.124 o número de casos de gripe suína confirmados em 21 países, com 26 mortos.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.