Milhares de objetos do século 19 são encontrados sob calçada de NY

Entre os artigos descobertos estão uma escova de dentes de osso e pratos de porcelana chinesa

Efe,

06 de dezembro de 2011 | 18h52

 Trabalhadores que instalavam um encanamento subterrâneo no distrito financeiro de Nova York encontraram um "tesouro arqueológico" de mais de cinco mil objetos pessoais que datam do início do século 19, informou o site "DNAinfo".

Entre os artigos, descobertos em outubro sob os alicerces de um antigo porão da rua Fulton, se destacam uma escova de dentes de osso, uma moeda de cobre de meio centavo e pratos de porcelana chinesa importada, segundo Alisa Loorya, membro do grupo de arqueólogos que desenterrou as peças.

Alisa declarou ao "DNAinfo" que a descoberta "ajuda a recriar uma imagem de como foi aquela época histórica" e afirmou que os objetos pertenceram a uma família rica que os abandonou após se mudarem de casa por volta de 1825.

É possível que os objetos fossem propriedade dos Van Cortlandt, uma dinastia de origem holandesa que descende de Stephanus van Cortlandt (1643-1700), o primeiro prefeito nativo da ilha de Manhattan, quando esta ainda era domínio colonial dos Países Baixos e se chamava Nova Amsterdã.

A arqueóloga explicou que "inicialmente quase não distinguíamos um muro, mas depois vimos que a parede continuava e começamos a ver as peças", que demoraram dois dias e meio para serem retiradas do buraco e agora são analisadas em um laboratório de Brooklyn.

Na mesma área da cidade também foram descobertas partes de uma rede de encanamentos do início do século 19, a maior parte da qual ainda segue oculta sob a calçada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.