Divulgação
Divulgação

Minas Gerais decreta emergência em 94 municípios por febre amarela

O perímetro de alerta passa desde a capital Belo Horizonte a regiões como Itabira e Ponte Nova

José Maria Tomazela, Sorocaba

20 Janeiro 2018 | 11h21

O governo do Estado de Minas Gerais decretou estado de emergência de saúde pública em 94 municípios em razão da febre amarela. A medida, válida por 180 dias, abrange as regiões de Belo Horizonte, Itabira, centro do Estado, e Ponte Nova, na Zona da Mata, conforme decreto publicado no Diário Oficial do Estado neste sábado, 20. 

A decisão permite que as prefeituras contratem serviços e façam compras de insumos para controle da doença sem necessidade de licitação. O decreto também determina a reabertura da sala de situação criada em janeiro do ano passado, logo após a ocorrência de mortes pela febre amarela no Vale do Rio Doce.

+++ Para bióloga, surto de febre amarela pode ter relação com tragédia de Mariana

+++ Compositor morre por complicações da febre amarela em BH

Conforme a Secretaria Estadual da Saúde, o Estado soma 22 casos confirmados de febre amarela com 15 mortes (o 16º óbito pela doença ainda não foi incluído em boletim oficial). Há ainda outros casos em investigação.

As 94 cidades em estado de emergência de saúde pública por febre amarela estão listadas no site da Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais. 

Mais conteúdo sobre:
febre amarela Minas Gerais [estado]

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.