Ministério coloca em consulta nova proposta para tratar crianças com HIV

Protocolo sugere que crianças de um a cinco anos, com carga viral alta, iniciem tratamento

Ligia Formenti, O Estado de S. Paulo

10 Fevereiro 2014 | 21h48

BRASÍLIA - O Ministério da Saúde colocou em consulta pública um novo protocolo para o tratamento de crianças e adolescentes com HIV. A proposta da pasta é reduzir de seis para quatro semanas o uso de AZT(medicamento do coquetel antiaids) para filhos de gestantes soropositivas que receberam tratamento durante o pré-natal.

Além do AZT, crianças deverão fazer uso de três doses de Nevirapina. O protocolo também sugere que crianças de um a cinco anos, com carga viral superior a 100 mil (quantidade considerada alta de HIV circulante no sangue) iniciem o tratamento.

O protocolo ficará em consulta pública até 9 de março. Pelo cronograma divulgado pelo ministério, ele deverá ser concluído até julho.

Mais conteúdo sobre:
HIVAids

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.