Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Ministério da Saúde
Ministério da Saúde

Ministério da Saúde investiga ataque hacker ao seu sistema; rede foi desativada

Servidores dizem que sistema foi invadido durante a madrugada, mas versão não é confirmada pela pasta

Mateus Vargas, O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2020 | 11h48
Atualizado 05 de novembro de 2020 | 16h59

BRASÍLIA - Técnicos do Ministério da Saúde investigam nesta quinta-feira, 5, se a rede da pasta sofreu um ataque cibernético. Servidores foram orientados a nem sequer acessar o sistema da Saúde por meio de seus computadores pessoais, em casa.

Segundo fontes da pasta, por volta de 9h30 a rede do ministério foi desativada. Não é possível abrir o e-mail funcional, por exemplo. Servidores dizem que um hacker invadiu o sistema durante a madrugada. A versão não é confirmada pelo Ministério da Saúde.

A pasta diz apenas que investiga "inconsistência" no sistema e que não há prazo para retorno da rede. O ministério informou que serviços a usuários externos, como marcação de consultas no SUS, não foram atingidos. Técnicos do DataSUS pediram para servidores da Saúde desligarem os computadores, além de excluírem contas do Ministério da Saúde vinculadas a aplicativos de celulares.

Uma mensagem interna aos servidores, divulgada na manhã desta quinta, afirma que "um problema técnico está impedindo o acesso de usuários às máquinas" da pasta. "A equipe de manutenção está trabalhando, com a maior agilidade possível, para solucionar o incidente. Preventivamente, o DATASUS desativou as redes e o acesso à VPN. Ainda não há previsão de retorno", diz o aviso.

Hacker ataca STJ

Um ataque hacker afetou os sistemas do Superior Tribunal de Justiça (STJ) na quarta-feira, 4, e impediu que milhares de decisões monocráticas fossem concluídas e publicadas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.