Ministério prorroga vacinação de gestantes e crianças

Data coincide com início da terceira etapa da campanha de vacinação que imunizará jovens entre 20 e 29 anos

Maíra Teixeira, da Central de Notícias

01 Abril 2010 | 10h47

O Ministério da Saúde estendeu até o dia 23 de abril a segunda etapa da vacinação contra a Gripe A (H1N1) para gestantes, crianças de seis meses a menores de dois anos e doentes crônicos. Inicialmente, esse grupo seria imunizado até esta sexta-feira, 2.

 

Segundo o Ministério, o prolongamento do prazo se deve ao feriado de Páscoa, que começa amanhã. Assim, a vacinação desse grupo vai coincidir com o início da terceira etapa da campanha, que começa nessa segunda-feira, 5, com os jovens saudáveis entre 20 e 29 anos.

 

Para ser vacinado, é preciso ir aos postos de vacinação levando documento de identidade com foto. Não é necessário apresentar atestado médico comprovando gravidez ou doença crônica. Os estados, em parceria com os municípios, são responsáveis por definir e divulgar os locais e horários de vacinação.

 

Todas as grávidas, independentemente do período de gestação, devem se vacinar. As mulheres que engravidarem após o fim dessa etapa poderão se imunizar nas fases seguintes.

 

Os doentes crônicos com menos de 60 anos devem procurar os postos de vacinação portando documento de identidade com foto e a carteira de vacinação do adulto, se possuírem.

 

Os idosos com doenças crônicas acima de 60 anos devem aguardar a próxima etapa (exclusivamente voltada para vacinação),entre os dias 24 de abril e 7 de maio, que ocorre simultaneamente com a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso contra gripe comum. Nesse período, todos os idosos serão imunizados contra a gripe comum, como acontece todos os anos. Se tiverem doenças crônicas, serão vacinados também contra a gripe pandêmica. Assim, o idoso só precisará ir ao local de vacinação uma única vez.

 

 

Terceira etapa

 

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, nessa nova fase deverão ser vacinados adultos entre 20 e 29 anos. No Estado, há 7,3 milhões de pessoas com esse perfil - só na capital paulista são quase 2 milhões de pessoas. Essa etapa da imunização vai até o dia 23 de abril.

 

Para tomar a dose da vacina, basta ir a um posto de saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Excepcionalmente, no sábado, dia 10, os postos ficarão abertos no mesmo horário para que a população conte com mais uma data para a imunização.

 

No dia 8 de março, a vacinação teve início com foco nos profissionais de saúde e na população indígena. A segunda fase começou no dia 22 e foi voltada às gestantes, às crianças de seis meses a 1 ano e 11 meses e aos portadores de doenças crônicas. As crianças deverão ser levadas novamente aos postos 30 dias após serem vacinadas, para receberem uma segunda dose.

 

De 24 de abril a 7 de maio, quarta etapa da vacinação, receberão a vacina contra a gripe A H1N1 os idosos com 60 anos ou mais portadores de doenças crônicas. Os demais idosos irão tomar a vacina contra a gripe comum (sazonal). Na última etapa, de 10 a 21 de maio, a população alvo será os adultos com idades entre 30 e 39 anos.

 

Segundo a secretaria, a campanha segue orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e a única contraindicação é para quem tem alergia a ovo de galinha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.