AP
AP

Ministério Público apura morte de 19 bebês em Santa Casa de Franca

Bactéria klesiella, que matou 9 recém-nascidos em 2008, poderia ser novamente a causa

Priscila Trindade, do estadao.com.br

16 Março 2010 | 15h53

O Ministério Público Estadual (MP) investiga as causas das mortes de 19 bebês, ocorridas em 2009, na Santa Casa de Misericórdia de Franca, no interior de São Paulo. O MP quer saber se as mortes têm como causa a bactéria klebsiella, pois no mesmo hospital, nove recém-nascidos morreram em 2008 contaminados por essa bactéria que provoca transtornos nos sistemas respiratório, urinário e gastrointestinal.

 

Neste ano, foram registrados quatro casos de bebês infectados pela bactéria na Santa Casa. Os pacientes foram medicados e passam bem. Nenhum óbito foi contabilizado nesse período.

 

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde informou que os exames para a confirmação das mortes estão sendo feitos pelo Instituto Adolpho Lutz. Hoje, o Departamento Regional de Saúde foi fixado que o número de crianças internadas na unidade não deve ser superior a dez.

 

O promotor Décio Antônio Piola destacou que será feita uma investigação ampla para apurar as razões das mortes que aconteceram no ano passado e avaliar os riscos que o local oferece a outras crianças que procuram atendimento na Santa Casa. Nesta quarta-feira, 17, Piola se reunirá com representantes do hospital, da Prefeitura e das secretarias de saúde estadual e municipal para avaliar o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.