Ministério vai lançar app para ajudar a identificar zika

Usuário deve responder perguntas relacionadas ao sintoma da doença; dados serão usados para acionar serviço de vigilância

Lígia Formenti, O Estado de S.Paulo

16 Dezembro 2015 | 20h27

BRASÍLIA - O Ministério da Saúde vai lançar um aplicativo que ajuda o usuário a identificar se ele tem sintomas de zika e dengue. O sistema é semelhante ao que foi lançado pelo governo ano passado, no período da Copa do Mundo. 

A ideia inicial era fazer uma adaptação do programa para a Olimpíada, mas, diante do aumento de casos de zika e da epidemia de microcefalia identificada no País, o projeto foi apressado e dará ênfase a essas duas infecções, ambas transmitidas pela picada do Aedes aegypti infectado.

No aplicativo, o usuário deverá responder a uma série de perguntas, sobretudo relacionadas aos sintomas de doenças: se ele teve febre baixa, dores no corpo, dores na articulação ou abdominais, além de manchas e coceira pelo corpo. De acordo com respostas, ele será informado sobre a probabilidade de estar com uma das infecções.

Mais do que dar informação para o usuário, o aplicativo é considerado extremamente útil para a vigilância sanitária. As informações são processadas pelo Ministério da Saúde. Caso haja um número expressivo de pessoas com determinados sintomas em uma região, num determinado período de tempo, serviços de vigilância são acionados.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.