INGV/Divulgação
INGV/Divulgação

Modelo em 3D ajuda a entender explosão vulcânica

Erupção no Monte Santa Helena, nos Estados Unidos, foi usado como exemplo para o modelo

estadão.com.br,

02 Junho 2011 | 13h36

SÃO PAULO - Vulcanologistas desenvolveram um modelo 3-D de erupção para tentar entender melhor como ocorrem algumas explosões em vulcões e como identificar áreas de riscos próximos a eles.

Veja também:

video Assista vídeo que simula a explosão no Monte Santa Helena

Para o projeto, eles usaram como modelo a erupção do Monte Santa Helena, que ocorreu em 18 de maio de 1980, no estado norte-americano de Washington. Os parâmetros usados a partir deste evento incluíram equações para determinar a massa, aceleração e a energia aquecida do gás expelido, junto com dados sobre tamanho, densidade, calor específico e condutividade termal das partículas sólidas.

A explosão lateral ocorrida na ocasião durou menos de cinco minutos, mas os estragos foram imensos. Cinquenta e sete pessoas morreram, 250 casa foram destruídas, assim como 500 quilômetros quadrados de florestas.

O que potencializou os estragos não foi a passagem da lava, e sim o movimento rápido de um gás superaquecido que carregou uma carga pesada de detritos. "As explosões laterais dos vulcões estão entre os fenômenos naturais mais espetaculares e devastadores, mas sua dinâmica ainda é pouco entendida", afirmaram os cientistas envolvidos no projeto, publicado na revista Geology.

De acordo com os pesquisadores, o fator mais importante para o estudo de como estas explosões funcionam foram as trajetórias seguidas pelo gás, que mostraram que os estragos foram consequência direta da gravidade exercida e do formato do terreno.

De acordo com o professor emérito de geologia e engenharia geológica, Barry Voight, os cálculos feitos pelo grupo de estudo provê um melhor entendimento da dinâmica interna das nuvens das explosões que não podem ser observadas diretamente. Para os cientistas, o aperfeiçoamento do modelo tornará possível um melhor mapeamento das potenciais explosões em vulcões do mundo todo.

Mais conteúdo sobre:
vulcão explosão pesquisa erupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.